BNCC - Educação Infantil

BNCC – Educação Infantil

A base nacional comum curricular estabelece os direitos de aprendizagem para as crianças de zero a cinco anos, e reconhece a educação infantil como essencial para o pleno desenvolvimento e construção da identidade da criança.

O professor tem papel fundamental e precisa trabalhar de forma efetiva com os direitos para conseguir garantir que os objetivos sejam alcançados de acordo com as experiências e elementos que são considerados fundamentais durante todo o processo.

“Parte do trabalho do educador é refletir, selecionar, organizar, planejar, mediar e monitorar o conjunto das práticas e interações, garantindo a pluralidade de situações que promovam o desenvolvimento pleno das crianças”. (BNCC – etapa educação infantil).

Os direitos de aprendizagem apresentados no documento da BNCC são seis:

Conviver Brincar Participar
Explorar Expressar Conhecer-se

“Essa concepção de criança como ser que observa, questiona, levanta hipóteses, conclui, faz julgamentos e assimila valores e que constrói conhecimentos e se apropria do conhecimento sistematizado por meio da ação e nas interações com o mundo físico e social não deve resultar no confinamento dessas aprendizagens a um processo de desenvolvimento natural ou espontâneo. Ao contrário, impõe a necessidade de imprimir intencionalidade educativa às práticas pedagógicas na Educação Infantil, tanto na creche quanto na pré-escola”. (BNCC – etapa educação infantil).

Além dos diretos de aprendizagem o documento apresenta também os campos da experiência na educação infantil.

Os campos da experiência apresentam uma nova organização curricular com a criança sendo a base do processo educativo. Eles ressaltam todas as habilidades, atitudes, elementos, valores e afetos que as crianças precisam desenvolver.

No documento é apresentado cinco campos de experiência:

  1. O EU, O OUTRO E O NÓS

Demonstrar imagem positiva de si e confiança em sua capacidade para enfrentar dificuldades e desafios. *Exemplo citado no documento: (EI02EO02)

  1. CORPO, GESTOS E MOVIMENTOS

Deslocar seu corpo no espaço, orientando-se por noções como em frente, atrás, no alto, embaixo, dentro, fora etc., ao se envolver em brincadeiras e atividades de diferentes naturezas. *Exemplo citado no documento: (EI02CG02)

  1. TRAÇOS, SONS, CORES E FORMAS

Explorar sons produzidos com o próprio corpo e com objetos do ambiente. *Exemplo citado no documento: (EI01TS01)

  1. ESCUTA, FALA, PENSAMENTO E IMAGINAÇÃO

Produzir suas próprias histórias orais e escritas (escrita espontânea), em situações com função social significativa. *Exemplo citado no documento: (EI03EF06)

  1. ESPAÇO, TEMPO, QUANTIDADES, RELAÇÕES E TRANSFORMAÇÕES

Manipular materiais diversos e variados para comparar as diferenças e semelhanças entre eles. *Exemplo citado no documento: (EI01ET05)

IDADE

Na Educação Infantil, as aprendizagens fundamentais abarcam as condutas, habilidades, conhecimentos assim como as experiências que proporcionam o pleno desenvolvimento em diferentes áreas, sempre adotando as interações e a brincadeira como eixos estruturantes. Esse conjunto de elementos, (ou seja, as aprendizagens), constituem os objetivos de aprendizagem e desenvolvimento. 

Na BNCC dentro de cada um desses campos, existem os objetivos de aprendizagem e desenvolvimento, que são atrelados a três grupos etários:

  1. BEBÊS (DE ZERO A UM ANO E SEIS MESES).
  2. CRIANÇAS BEM PEQUENAS (UM ANO E SETE MESES A TRÊS ANOS E ONZE MESES).
  3. CRIANÇAS PEQUENAS (QUATRO ANOS A CINCO ANOS E ONZE MESES).

ATENÇÃO!

É importante ressaltar que esses grupos não podem ser levados em consideração apenas em sua forma rígida. As diferenças de aprendizagem e especificidades de cada criança devem ser respeitadas!

O registro é fundamental durante o processo e serve também como instrumento positivo para o acompanhamento dos avanços e observações de cada trajetória desenvolvida no grupo e também por cada criança.

Assim, é possível avaliar o progresso ocorrido durante todo o desenvolvimento do processo de aprendizagem.

Veja a seguir o exemplo dessas aprendizagens:

SÍNTESE DAS APRENDIZAGENS
O eu, o outro e o nós Respeitar e expressar sentimentos e emoções.
Atuar em grupo e demonstrar interesse em construir novas relações, respeitando a diversidade e solidarizando-se com os outros.
Conhecer e respeitar regras de convívio social, manifestando respeito pelo outro.
Corpo, gestos e movimentos Reconhecer a importância de ações e situações do cotidiano que contribuem para o cuidado de sua saúde e a manutenção de ambientes saudáveis.
Apresentar autonomia nas práticas de higiene, alimentação, vestir-se e no cuidado com seu bem-estar, valorizando o próprio corpo.
Utilizar o corpo intencionalmente (com criatividade, controle e adequação) como instrumento de interação com o outro e com o meio.
Coordenar suas habilidades manuais.
Traços, sons, cores e formas Discriminar os diferentes tipos de sons e ritmos e interagir com a música, percebendo-a como forma de expressão individual e coletiva.
Expressar-se por meio das artes visuais, utilizando diferentes materiais.
Relacionar-se com o outro empregando gestos, palavras, brincadeiras, jogos, imitações, observações e expressão corporal.
Escuta, fala, pensamento e imaginação Expressar ideias, desejos e sentimentos em distintas situações de interação, por diferentes meios.
Argumentar e relatar fatos oralmente, em sequência temporal e causal, organizando e adequando sua fala ao contexto em que é produzida.
Ouvir, compreender, contar, recontar e criar narrativas.
Conhecer diferentes gêneros e portadores textuais, demonstrando compreensão da função social da escrita e reconhecendo a leitura como fonte de prazer e informação.
Espaços, tempos, quantidades, relações e transformações Identificar, nomear adequadamente e comparar as propriedades dos objetos, estabelecendo relações entre eles.
Interagir com o meio ambiente e com fenômenos naturais ou artificiais, demonstrando curiosidade e cuidado com relação a eles.
Utilizar vocabulário relativo às noções de grandeza (maior, menor, igual etc.), espaço (dentro e fora) e medidas (comprido, curto, grosso, fino) como meio de comunicação de suas experiências.
Utilizar unidades de medida (dia e noite; dias, semanas, meses e ano) e noções de tempo (presente, passado e futuro; antes, agora e depois), para responder a necessidades e questões do cotidiano.
Identificar e registrar quantidades por meio de diferentes formas de representação (contagens, desenhos, símbolos, escrita de números, organização de gráficos básicos etc.)

Quadro das sínteses de aprendizagem retirado do documento da BNCC

A intenção é de que a BASE não fique apenas no campo teórico.

A ideia é que os eixos interação/brincadeira assim como os campos de experiência, criem oportunidades para uma nova prática permitindo que educadores, gestores e toda equipe educacional tenham mais autonomia e clareza do que de fato precisam trabalhar em cada fase.

O intuito é de criar oportunidades para que os direitos de desenvolvimento e aprendizagem das crianças sejam atingidos.

Referência:

Base Nacional Comum Curricular – Etapa Educação Infantil

Simulado Comentado – Educação Infantil

Fabiana Firmino

Fabiana Firmino

Pedagoga formada pela Universidade de Brasília é especialista em Gestão/Orientação educacional e Docência no Ensino Superior. Atuou como coordenadora pedagógica, desempenhando as funções de administração escolar, orientação de professores e alunos; planejamento de estudo; preparação emocional dos estudantes e coordenação de projetos. Atua como educadora, após aprovação em concurso público da Secretaria da Educação do DF. É professora de cursos preparatórios, e ministra os conteúdos de conhecimentos Pedagógicos, com ênfase em concursos públicos.

INSCREVA-SE GRÁTIS

Scroll Up