O que são Tendências Pedagógicas?

Tendências Pedagógicas para concursos

Afinal, o que são as tendências pedagógicas?

As tendências pedagógicas, de maneira geral, são um conjunto de pensamentos de filósofos e autores a respeito da educação e como ela é compartilhada.

Os professores Saviani e Libâneo nos mostram que as principais tendências pedagógicas se dividem em duas linhas de pensamento pedagógico, sendo elas liberal e progressista.

Vamos conhecer um pouco mais sobre esses dois modelos?

Tendência Pedagógica Liberal

Na pedagogia liberal, o indivíduo deve se adaptar às normas e valores da sociedade de classe. O papel da instituição de ensino, nesse modelo, é preparar as pessoas para que elas desempenhem papéis sociais. Existem 4 tendências pedagógicas liberais, vamos conhece-las.

Tradicional

Surgiu no Brasil com os Jesuítas em 1549 e ficou em evidência até meados do início do século XX. Vale ressaltar que nesse caso o nome “liberal” não é sinônimo de democrático, o professor é visto como figura central e o aluno como receptor do conhecimento que é passado. Sua metodologia é baseada na memorização e seu foco está no conhecimento intelectual.

Segundo Saviani, a educação tradicional tem o papel de difundir a instrução e transmitir os conhecimentos acumulados pela humanidade. Temos como representante dessa tendência o filósofo Johann Friedrich Herbart.

Liberal renovada progressivista

Surgiu no Brasil por volta dos anos 20 e 30. John Dewey é um dos principais representantes dessa tendência, para ele o ensino deveria ser pela ação e não pela instrução.

O filósofo norte americano influenciou a elite brasileira com o movimento da Escola Nova. O professor assume um papel de elaborar situações desafiadoras de aprendizagem e passa a atender as necessidades individuais dos alunos. Partindo da ideia de renovar o ensino, sua metodologia consiste em experimentos e pesquisas e defende a escola pública para todas as camadas da sociedade.

Liberal renovada não-diretiva

Inspirada em Carl Rogers, que trouxe a psicologia para dentro do processo educativo, teve origem na Europa e América do Norte. Foi um movimento de reforma na educação e teve início no fim do século XIX e se fortaleceu nas primeiras décadas do século XX.

Há uma maior preocupação com o aluno, não só no que diz respeito com o desenvolvimento da personalidade, mas também com o autoconhecimento e realização pessoal. O professor conduz o estudante no processo de aprendizagem com o mínimo de interferência possível.

Tecnicista

A escola se preocupa em produzir pessoas competentes para o mercado de trabalho. Os conteúdos objetivos ganham destaque e sua metodologia é baseada nas teorias comportamentalistas. Essa tendência foi introduzida no Brasil no final da década de 1960, sob a força do regime militar no país.

Os principais objetivos eram implementar o modelo empresarial na escola e atender aos interesses da sociedade capitalista, inspirada na teoria behaviorista de Skinner, que traz como verdade inquestionável a neutralidade científica e a transposição dos acontecimentos naturais à sociedade. As leis 5540/68 e 5692/71 são marcos da implantação do modelo tecnicista.

Aula Grátis de Conhecimentos Pedagógicos

pedagogia para concurso 2020 widget aula gratis - O que são Tendências Pedagógicas?

A Constituição de 1988 trouxe avanços nos direitos dos cidadãos brasileiros para educação e a saúde. A sua promulgação resultou em uma reformulação de ensino, sendo assim, pode-se dizer que a Constituição foi um divisor entre a pedagogia liberal e a progressista.

Tendência Pedagógica Progressista

Segundo Libâneo, a pedagogia progressista designa as tendências que, partindo de uma análise crítica das realidades sociais, sustentam implicitamente as finalidades sociopolíticas da educação.
Libâneo divide a Pedagogia Progressista em três tendências.

Progressista libertadora

Essa tendência é resultante dos movimentos de educação popular, ocorridos entre o final da década de 70 e começo de 80, que se confrontavam com o autoritarismo e a dominação social e política. O professor age como o um coordenador de atividades, aquele que organiza e atua conjuntamente com os alunos e a atividade escolar foca em discussões de temas sociais e políticos e em ações concretas sobre a realidade social imediata.

Essa tendência esteve muito mais presente em escolas públicas de vários níveis e em universidades, do que em escolas privadas. O educador Paulo Freire é um grande representante dessa tendência.

Progressista libertária

Teve como fundamento principal realizar modificações institucionais. Ela defende e estimula a participação em grupos e movimentos sociais e suas ideias surgem a partir da abertura democrática. A metodologia aqui é a própria autogestão, tornando o interesse pedagógico intrínseco às necessidades e interesses do grupo.

O pedagogo francês Célestin Freinet diz que a pedagogia libertária fornece a formação de um ser social que atua no presente e que defende o respeito e crescimento de uma sociedade cooperativa.

Progressista crítico social dos conteúdos ou histórico-crítica

Defende que a função social e política da escola deve ser assegurar, através do trabalho com conhecimentos sistematizado, a inserção nas escolas das classes populares garantindo as condições para uma efetiva participação nas lutas sociais.

Essa tendência prioriza o domínio dos conteúdos científicos, a prática de métodos de estudo, a construção de habilidades e raciocínio científico, como modo de formar a consciência crítica. Sua metodologia defende a ideia de que o ponto de partida no processo formativo do aluno seja a reflexão da prática social. Apesar de serem tendências distintas, Libâneo e Saviani se basearam nos mesmos autores para montar suas ideias.

Resumo sobre as Tendências Pedagógicas

Vale destacar alguns pontos distintos entre a tendência libertadora e libertária: enquanto na libertária os conteúdos são colocados à disposição mas não são cobrados, os conteúdos da libertadora são retirados a partir de temas geradores e o professor e aluno são igualmente importantes. Outro ponto divergente é o fato da libertária valorizar a vivência grupal, e a libertadora valorizar a discussão grupal e debates.

Como estudar Tendências Pedagógicas para concurso?

Esse é um tema que despenca nas provas de concursos na área da educação. Vamos ver como as bancas cobram?

Clique abaixo em “Responder questões” e não se esqueça de compartilhar…

Questões Tendências Pedagógicas

 

Curso Grátis de Tendências Pedagógicas

INSCREVA-SE GRÁTIS

Equipe Pedagogia para Concurso

INSCREVA-SE GRÁTIS